Minha história como advogada previdenciária em Paraty

Diversas pessoas quando entram em contato comigo para resolverem seus problemas com o INSS na cidade querem saber minha trajetória profissional e como eu vim parar aqui nesse município mundialmente lembrado por suas praias e sua história.

Esses questionamentos me deixam extremamente feliz, pois demonstram que estão preocupados com o processo e querem saber mais sobre a profissional que contrataram. Por conta da rotina corrida no escritório muitas vezes eu não consigo contar toda a minha história.

Por isso resolvi compartilhar aqui um pouco sobre quem eu sou, o que faço e como cheguei até aqui.

Sou carioca da gema, nasci e cresci no Rio de Janeiro. No meio da agitação e da correria da região metropolitana do Estado.
Uma das minhas principais lembranças de criança é de quando eu acompanhava meu pai para visitar minha avó que estava internada na Santa Casa no centro Rio. Morávamos distante do hospital e tínhamos que pegar um ônibus que cruzava a cidade inteira para chegar até lá.

Na época, o ponto final do ônibus ficava próximo ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e lembro que meu pai sempre contava sobre os juízes e desembargadores que ali trabalhavam. Naquele dia eu disse para ele que seria juíza.

Eu cheguei à faculdade de direito com esse objetivo. Até que comecei a estagiar em um escritório de advocacia e passei a frequentar o fórum e a observar o trabalho dos magistrados e advogados. Naquele momento eu percebi duas coisas: não queria ser juíza e nem advogada.

Fui estudar para concursos e mudei com minha família para Paraty há cinco anos. Não estava nos meus planos morar em uma cidade de interior tão diferente do que eu lidei durante minha vida inteira.

Meus planos eram voltar para a capital ou mudar de estado assim que conseguisse tomar posse em um cargo público. Continuei estudando, porém nessa rotina eu agora incluía caminhadas, visitas a praia e descobertas de trilhas e cachoeiras incríveis.

Percebi que estava tão focada nos meus planos futuros que esqueci do que eu tinha ao redor.

Até que um dia eu decidi fazer uma segunda pós-graduação para aumentar minha pontuação na prova de títulos. Foi quando encontrei o direito previdenciário e me encantei. Fiz cursos, completei a pós-graduação e eu e minha sócia decidimos abrir nosso escritório.

Foi quando eu conheci uma outra Paraty. A imagem de cidade turística e histórica muitas vezes camufla os trabalhadores que a sustentam, que passam necessidades com recursos financeiros escassos e políticas públicas que muitas vezes não atendem a real demanda dos habitantes.

E ainda tem que lutar contra os absurdos e injustiças do INSS. Percebi que eu poderia fazer da advocacia algo diferente do que eu imaginava e que realmente poderia ajudar as pessoas.

Eu tive certeza disso quando atendi um dos casos que mais marcou a minha carreira. Era de uma mãe desempregada e com cinco filhos crianças e adolescentes que tinha acabado de perder seu companheiro de uma forma abrupta.

Fomos requerer a pensão por morte, enfrentamos a falta de documentos (muitos perdidos em enchentes causadas pelas chuvas), a demora no atendimento do INSS, a burocracia.

No final de tudo conseguimos o benefício. Ela chorou, eu chorei, e eu tive a certeza de que estava no caminho certo.
A Advocacia para mim não é apenas a minha profissão, mas também a minha forma de ajudar ao outro. Seja uma concessão de aposentadoria, um auxílio-doença. Um aumento de benefício, ou uma defesa contra o corte do BPC.

Hoje atendemos centenas de clientes online de todo o país.

É preciso lutar e é gratificante quando vemos que contribuímos um pouco para o futuro do outro.

Aline Peixoto
Aline Peixoto
Advogada. Bacharel em direito pela PUC-Rio. Pós-graduada em direito previdenciário e direito público. Especialista em benefícios do INSS

Consulte um especialista

Fique informado!

Receba notícias exclusivas sobre a Previdência Social de quem entende do assunto.

Também não gostamos de spam e prometemos manter seu e-mail seguro.